terça-feira, junho 24, 2008

tacos!
mezcal!
y literatura!

estou adorando a cidade do méxico.

quinta-feira, junho 19, 2008







i miss my dear cats

quarta-feira, junho 18, 2008

terça-feira, junho 17, 2008

brava!


liliana felipe, "las histéricas"

essa mulher é genial.

segunda-feira, junho 16, 2008

enjambment



mr. orbison: it's always something cruel that laughter drowns

"the comedians", a canção mais misteriosa da minha adolescência, quando elvis costello era apenas um nome engraçado. o refrão me dava um nó na cabeça. assim se escuta:

and i'm up while the dawn is breaking even
though my heart is aching i
should be drinking a toast
to absent friends
instead of these comedians


quero dizer, ainda me assombra.

no vídeo, um jovem sr. costello toca violão. me parece que o sr. springsteen também está lá.

sábado, junho 14, 2008

Tránsitos y geografías
Encontro de poesia Brasil - México


De 25 a 27 de junho
Cidade do México



Ano passado, a editora mexicana El Billar de Lucrecia publicou Caos Portátil, uma antologia de poesia brasileira. Estou lá, ao lado de Bruna Beber, Sérgio Cohn, Virna Teixeira, Izabela Leal e outros poetas. A seleção é de Camila do Vale e Cecilia Pavón, com tradução da Cecilia. Pois bem, de 25 a 27 deste mês vou participar do encontro Tránsitos y Geografias, organizado por El Billar de Lucrecia e pela Embaixada do Brasil. Sérgio Cohn também vai. Vamos ficar num lugar chamado Casa Refugio Citlaltépetl. A programação está no cartaz e aqui.

quarta-feira, junho 11, 2008

para escutar

agora tenho um perfil no myspace, graças ao amigo ricardo domeneck, que teve a paciência de editar e subir alguns poemas lidos no festival latinale, em berlim, ano passado. estão lá "rilke shake", "sereia a sério", "o que é um baibai" e outros. também há um vídeo gravado por marília garcia no último festival salida al mar, em rosário, argentina. espero que gostem.
pó de parede, carol bensimon

terça-feira, junho 10, 2008

a vingança dos nerds

sábado saiu uma resenha que escrevi sobre "os cadernos de malte laurids brigge", do rilke, no jornal do brasil. nunca pretendi escrever crítica literária. mas atendi a um pedido e dei minha opinião sobre o único romance do escritor. ao ler os "cadernos", lembrei-me várias vezes de um poema do pablo paredes, no qual ele dizia que a poesia é a vingança dos nerds. antes que alguém se ofenda, reproduzo um trecho de uma entrevista do jovem poeta ao sítio literário chileno Letras.s5:


- ¿Qué ha significado para ti la Poesía?
- La venganza de Los Nerds. Alguna vez hablaba con unos amigos poetas y en ese concepto nos estacionamos todos. Creo que esta podría ser una transversalidad generacional o quizás hasta gremial. Se trata de un pequeño poder en donde la alita rota se vuelve la gracia que te aplauden. Es una salvación absolutamente trágica, los dioses deben estar cagándose de la risa de las significaciones que uno le da a la escritura.


não sou crítica literária nem autoridade em rilke, mas digo: quem não ouve a asinha quebrada do rilke cantar bem alto naquelas páginas deve ter perdido algo importante na leitura. e não foi o aparelho para a surdez.

bem, essa é só a opinião de uma nerd.

sexta-feira, junho 06, 2008

satolep, de vitor ramil

segunda-feira, junho 02, 2008

mais poemas

señorita lucía bianco na modo de usar.