terça-feira, abril 24, 2007

ninguém pode falar mal

uma cidade extraordinária para se passar meses dentro de casa
desconfiança para cortázar

pode entrar que a casa é sua
que mentira
pode entrar que a casa nem é minha

segunda-feira, abril 23, 2007

jornalismo?

um blog interessante para quem mora em pelotas é o do jornalista irineu masiero. o cara trabalhou no diário popular, um dos 2 jornais da cidade. minha mãe assina o diário popular, de vez em quando leio, mas é só pra me incomodar. o jornal publica releases da prefeitura na íntegra. este fim de semana eles abusaram, como vocês poderão ler no blog do irineu.

no texto, o prefeito diz que só tem R$ 600 por habitante por ano para resolver os problemas da cidade. o básico, se fosse uma reportagem, teria sido perguntar quanto ele precisa por habitante, afinal. se as coisas na prefeitura são calculadas por habitante, então quanto sai?

a cidade está cheia de mosquitos e parece que vai continuar assim (ah, lembram das aranhas da semana passada?). espero que os mosquitos gostem de sangue fervido.

domingo, abril 15, 2007

espáiderdei

a cidade está coberta de pequenas aranhas. pequenas e médias. dos postes e toldos sai o festival de teias. tu caminha na rua e vai levando e desviando das aranhas que - voooosh - passam por ti cantando espaidermén, espaidermén.

não entendi. será que deu alguma coisa no diário popular e eu não li? tipo, se você tem medo de aranhas, não saia na rua hoje, porque hoje é o espáiderdei?

fui caminhando até o café, uma caminhada de dez quadras. aí pela quinta eu já me arrependia, mas queria tomar café. seja homi. essas aranhinha de nada. aí passa um guri por mim e comenta sobre o aranhal todo e me mostra uma picada no braço.

eu pensei comigo, impossível, essas aranhinha não são venenosas nada. aí faço um pequeno espetáculo circense ao descobrir uma no meu ombro. comento com o flanelinha que me viu sambar: "putaquepariu tá cheio de aranha na cidade".

amanhã a cidade estará coberta de teias e as aranhas levarão o prefeito fetter júnior até a sua líder. eu vou continuar em casa lendo jazz ouvindo manuel bandeira e pensando numa receita praquela berinjela que comprei na feira.

quarta-feira, abril 11, 2007

experimento científico

desculpem os dez dias sem postar, mas há explicação. a universidade federal da nigéria me ofereceu US$ 100 para participar de um experimento científico de seu departamento de neurologia aplicada. como sou poeta e pobre, aceitei. passei os dez dias em casa, sensores aplicados às têmporas e aos dedos indicadores. o resultado da pesquisa deve sair em um mês. a universidade ficou tão satisfeita com a minha cordial participação que me ofereceu um bico no próximo projeto: haverá wireless internet no inferno? como estou completamente bookada em maio, ofereço minha vaga a algum leitor disposto a colaborar com a ciência nigeriana. cartas pra redação.

domingo, abril 01, 2007

dia dos bobos

parabéns pra todos nós