segunda-feira, maio 29, 2006

se eu estivesse no rio...



amanhã a grande maira parula lança não feche seus olhos esta noite, na livraria da travessa. pena eu estar no fim do fundo do brasil, senão passava lá pra dar um abraço e sair com minha cópia autografada (viu, maira, eu quero autógrafo!). maira é tudo de bom e escreve bem pra caramba. sou fã. leiam a maira.

sábado, maio 20, 2006

hola queridos

minha poeta argentina favorita escreve lá de bahía blanca pedindo notícias sobre a leitura no salida al mar. foi, antes de mais nada, boniiiiita (ai, me baixou a editi), e eu posso jurar que vi algumas caras sorridentes na platéia. sim, sim, de fato alguém riu. acho que foi quando li os baibais. pra variar eu estava nervosa (pensei em tomar água duas vezes mas achei melhor nao tentar uma aproximacao com o copo). algumas pessoas me cumprimentaram depois, o que me deixou superfeliz. e eu estou de fato superfeliz porque fiquei sabendo ontem de uma resenha que vai sair no diario de poesia (a publicacao de poesia mais importante da argentina) sobre o "cuatro poetas recientes del brasil". e vai sair um poema meu. :-)

*

ontem o ricardo domeneck fez uma leitura ótima de drummond e da poesia brasileira no centro cultural da espanha. hoje ele vai ler poemas. também leem o mario ortiz e a marina yuszczuk, que conhecemos em bahía blanca e de quem gostamos pra caramba.

*

estamos numa maratona de poesia, é isso. das 10h as 22h (onde estará a crase neste teclado?) e depois. tumatch information.

*

sobre poesia e blogs

a elisa andrade buzzo escreveu um artigo pro digestivo cultural: novos autores na poesia brasileira. tamos lá.

quinta-feira, maio 18, 2006

press play

é hoje a minha leitura. 18h. good vibes bem-vindas. chove em baires e eu peguei o chapéu do domeneck emprestado. já tive 7 novas idéias.

pra quem quiser ler sobre o festival, aqui uma matéria de hoje no jornal página 12.

abrazos a todos!

segunda-feira, maio 15, 2006

segunda, algaravária, you know.

estou em bahía blanca. ontem ricardo e eu fizemos uma leitura num bar e foi emocionante. os argentinos estao nos acostumando mal... o povo aqui curte muito poesia. presta atencao... depois vêm falar contigo... é incrível. é o céu.

e vou levar daqui muitas idéias pra pôr em prática aí. depois conto.

esta semana tem ainda o festival salida al mar. vou ler no primeiro dia, junto com os poetas argentinos josé villa, claudia prado e osvaldo aguirre. uma hora e meia depois lê o leónidas lamborghini...

a programacao está aqui.

sábado, maio 13, 2006

genderval machado
com ênfase em ar er or

ai que bom seria ter um bigodinho
além das lentes dos óculos ficar
escondida por trás de uma taturana
capilar

um bigodinho para poder estar

um bigodinho para sair à rua e ver
o mundo mas se esconder

um bigodinho para poder ser

um apêndice nasobucal
buconasal

tipo um chapéu

ninguém te incomoda nos cafés
(a beleza está nos olhos de
quem nao pode crer)

e no fim do dia ainda ouvir
obrigada senhor
ao entrar por último no elevador.

quinta-feira, maio 11, 2006

belo, belo,

tenho inclusive os poemas completos da pizarnik. sim! achei ontem, numa livraria em san telmo. depois me toquei pro café dorrego, a ler. os poemas sao lindos... me lembrei de uma conversa com uma poeta argentina, esses dias: ela me disse que nao queria ler a pizarnik antes dos 30. "é como um vírus." e aí eu me lembrei da ana c e dos exus literários. entendo perfeitamente.

poeta premiado

meu amigo cristian de nápoli ganhou o 4. prêmio latinoamericano ciudad de medellín de poesia pelo livro inédito "animales retraídos".

bacacannes

comecei carreira cinematográfica. vejam no blog do douglas diegues. hoh.

leituras ao sul

no domingo ricardo domeneck e eu participaremos de uma leitura + charla em bahía blanca, cidade onde mora a lucía bianco. leremos ao lado dos poetas milton lopez e mário ortiz.

cult

elisa me avisou que nossos blogs saíram no especial sobre poesia da revista cult. matéria do grande marcelo diniz.

terça-feira, maio 09, 2006

notas portenhas 2

jogue suas maos para o céu e agradeca se acaso tiver a edicao de poesia completa da alejandra pizarnik, porque nao tem mais em buenos aires. edicao esgotada. os direitos eram da sudamericana e passaram pra lumen, e aí no meio parece que tem briga de herdeiros da chica de avellaneda. isso me disse um livreiro da calle corrientes. ao mesmo tempo, a edicao de poesia completa do nestor perlongher encalhou e só pode ser encontrada em livrarias de saldo (ou seja, na corrientes). comprei o meu exemplar ontem por 11 pesos, menos de 10 mangos.

*

trilha sonora atual: ringleader of the tormentors, do morrissey. i´ll never be, i´ll never be anybody´s hero now......

segunda-feira, maio 08, 2006

notas portenhas

escrevo de um cyber em san telmo, perto do bar britanico, que me foi mui amavelmente apresentado pelo joca reiners terron esses dias. obrigada, joca. e obrigada e obrigada e obrigada.

*

já está no ar o blog do festival de poesia salida al mar, que rola de 18 a 20 de maio. convidados do brasil: chacal, arnaldo antunes, ricardo domeneck, laura erber, e esta desconhecida que vos escreve.

*

hoje é segunda, hoje tem poema meu no algaravária.

domingo, maio 07, 2006

autofocus

o remordimento é algo
muito difícil
você me disse
mordendo
o próprio rabo

eu te compreendi
enquanto você dava voltas
e baixei o volume do rádio

era um scherzo
um sei lá
um allegro andante
nao era boa
trilha sonora

enquanto me ocupava
dessas tralhas
você já tinha se engolido
pela metade

o remordi é al
mui di

eu chamei a ambulância

segunda-feira, maio 01, 2006

ah

hoje é meu dia de poeta postadora no algaravária. o que está lá é um poema concebido durante a viagem de önibus pelotas - porto alegre e escrito aqui mesmo neste cybercafé na avenida rivadávia, buenos aires. daí a atrapalhacao com o teclado.

e hoje é a minha primeira leitura na feira do livro, no estande do brasssssil.

e, AH; como posso esquecer: o livro "cuatro poetas recientes de brasil" está LINDO, e foi uma emocao ontem ver meus poemas em forma de livro. um puta kick.

agora vou nessa porque estou em missao de reconhecimento do bairro flores, onde estou ficando (na casa do cristian de napoli, o editor e tradutor do livro). o increíble homem do portunhol, douglas diegues, também está lá. e mais tarde chega o joca reiners.

abrazos a todos!
Dica pra quem está em SP:

Fragmentos de uma Carta aos Anfíbios

O OBARA apresenta o espetáculo Fragmentos de uma Carta aos Anfíbios, comemorando cinco anos de pesquisa e criação teatral. As três intérpretes do grupo propõem uma reflexão sobre o corpo como espaço de contradições humanas. Alguns poemas de Ricardo Domeneck, em Carta aos Anfíbios, são explorados no jogo entre movimentos e sonoridades que compõem a dramaturgia da cena. A encenação caminha ao lado do poeta, explorando corpo e texto em sua materialidade. Fragmentos de uma Carta aos Anfíbios discute a contemporaneidade. Há um confronto entre a feminilidade dos movimentos, a limpeza do espaço cênico e a atmosfera cosmopolita presente nos poemas.

Serviço:

Fragmentos de uma Carta aos Anfíbios
Obara – Grupo de Pesquisa e Criação
Poemas do livro Carta aos Anfíbios, de Ricardo Domeneck
Concepção e direção: Obara – Grupo de Pesquisa eCriação
Intérpretes: Lu Carion, Paulina Caon e Verônica Veloso.
Contatos: 3864-2298 (Luzia), 8447-0878 (Verônica) obaragpec@gmail.com

Temporada às terças-feiras, 21h, de 02-05-06 a 27-06-06.
Ingressos: R$ 20,00 (inteira)
Teatro Fábrica São Paulo
Rua da Consolação, 1632
Fone: 3255-5922
teatro@fabricasaopaulo.com.br